Mídias Sociais ou veneno?

Eu me lembro que costumava jogar The Sims no computador quando eu era adolescente. Se você não conhece The Sims, vou te explicar: é um jogo que você cria uma pessoa, coloca em uma casa, e direciona sua vida. Você pode fazer seu personagem estudar, trabalhar, trocar de roupa. Você pode comprar coisas novas para casa dele, e seu personagens pode até ter amigos e casar.

Um certo dia pensei – nossa, os meus “Sims” estão “vivendo” mais do que eu. O meus Sims estudam, trabalham, se relacionam, enquanto eu estou aqui, presa na frente de uma tela, jogando hora após hora.

O tempo passou e como acredito que os nossos vícios são sempre substituídos por outros, meus Sims mudaram, e se transformaram nas pessoas que sigo no Instagram. Fiz um detox de Internet no começo do ano e percebi o quanto acompanhar a vida de quem eu nem conheço estava me fazendo mal. Entendo que há um recorte, que só somos expostos somente às coisas boas escolhidas a dedo, que as pessoas não estão sempre plenas e maravilhosas, viajando, comprando (comprando nada, ganhando!) coisas lindas.

Se entendo o recorte, porque continuo com essa mania?

Quis escrever esse texto porque ouvi uma frase de meu marido que me fez pensar sobre esse assunto. “Você está tomando um pouco de veneno, todos os dias.” Quê? Mas de repente tudo fez sentido. Nós tomamos um pouquinho de veneno ao abrir nossos corações, nossas mentes, nossas carteiras, para serem influenciados por essas vidas totalmente editadas nas mídias sociais.

Um pouco de veneno por dia, e quando você menos esperar, tudo em sua vida não presta ou não é bom o bastante. Um pouco de veneno por dia e você não consegue mais ser agradecido pelas pequenas coisas. Um pouco de veneno por dia e você não consegue mais admirar as coisas simples. Um pouco de veneno por dia e você está comprando coisas que nem gosta taaaanto assim, mas, se aquela pessoa está usando…deve ser bom.

Um pouco de veneno por dia e seu corpo não é bonito o bastante.

Eu ainda acredito que podemos nos inspirar em muitos perfis no Instagram, mas reconheço que a maior parte, para mim, não passa de somente – um pouco de veneno.

Devemos ficar muito atentos ao que somos expostos todos os dias. Se você notar, que depois de ver algo nas redes sociais, você ficou triste e chateado, há uma grande chance de você estar se envenenando sem perceber.

Que possamos filtrar melhor quem tem acesso às nossas mentes e corações; e se você notar que está mais vendo/acompanhando a vida dos outros do que vivendo, é hora de deixar seus Sims modernos de lado, e começar a usufruir de sua própria vida.

Com carinho,

Juliana

Publicado por JulianaRuiz

Olá, meu nome é Juliana e amo escrever. Já aprendi que escrever para mim não é uma escolha, mas sim aquilo que me define e me faz feliz... então estou aqui! Ficarei feliz com sua visita em meu blog! Abraço, Juliana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: