Uma estrela me contou

Uma estrela me contou que nasceu há muitos milhões de anos atrás.

Em meio a uma confusão de gases e poeira.

Em meio a essa mistura e a um imenso atrito.

Um dia tudo fez sentido e ela começou a brilhar.

Você sabia que existem berçários de estrelas?

Porém nesses berçários os “bebês” são magníficos seres extraordinários de luz.

Uma estrela me contou que para viver ela precisa se consumir.

Enquanto se consome através da fusão de seus elementos internos, a gravidade trabalha para que todas essas explosões fiquem contidas dentro dela.

Duas forças contrárias brigando dentro de si: uma querendo explodir, outra querendo conter tudo isso no lugar.

Até as estrelas precisam de equilíbrio.

Até as estrelas querem explodir (no caso delas em todos os momentos).

Até as estrelas precisam ser conter (no caso delas serem contidas).

Uma estrela me contou que um dia ela vai morrer.

Como tudo nesse universo.

Como eu e como você.

Ela vai se consumir por inteiro até não ter mais nenhum combustível.

Vai ficar com seu interior mais quente e com mais pressão ainda.

A gravidade vai continuar empurrando tudo para dentro, e não vai mais encontrar resistência.

Então a estrela suspirou.

Não sabia exatamente como seria o seu fim.

Pois não sabia ao certo o seu tamanho. Só sabia que era estrela.

Uma estrela me contou que ao morrer

seus pequenos pedaços de estrela seriam espalhados pelo universo.

Não há enterro, nem ninguém chora.

Existe apenas a semeadura de si mesma, até que suas pequenas partes encontrem

um novo berçário de estrelas, ou um novo planeta.

Uma estrela me contou que ainda viverá por alguns milhões de anos,

e que certamente eu não estaria aqui para ela me dar seu adeus de luz.

Eu já teria ido embora há muito tempo.

Agora quando olho para o céu não vejo apenas luzes encantadoras e distantes.

Eu vejo explosões, atritos, fusões nucleares, calor, pressão.

Inícios, meios, fins, recomeços.

Me sinto um pouco parte delas, talvez dentro de mim exista alguma poeira de estrelas.

Sinto que as conheço de verdade,

porque sei que são muito mais do que apenas a decoração de um céu escuro.

Tudo isso porque um dia,

uma estrela me contou.

Publicado por JulianaRuiz

Olá, meu nome é Juliana e amo escrever. Já aprendi que escrever para mim não é uma escolha, mas sim aquilo que me define e me faz feliz... então estou aqui! Ficarei feliz com sua visita em meu blog! Abraço, Juliana

2 comentários em “Uma estrela me contou

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: